Tel: +55 (51) 3265-1717

Barcos Crioula e Madrugada do VDS são os representantes do Brasil no Circuito Rolex Atlântico Sul em Punta

O Circuito Rolex Atlântico Sul 2018 da classe Oceano terá a participação dos barcos Crioula, comandado por Samuel Albrecht e o Madrugada, de Niels Rump, os dois do Veleiros do Sul.  A competição começa neste sábado com a regata Olivos-Buenos Aires-Buceo-Punta del Este.

A largada ocorrerá ao meio-dia perto do porto de Buenos Aires. O percurso da prova é de 167 milhas náuticas e terá como destino final o balneário uruguaio. Nesta regata o Madrugada não irá competir. A partir de segunda (15)  começa a disputa das regatas em Punta com percursos barlasotas e de média distância.

O Soto40 Crioula foi vice-campeão do Circuito Rolex na classe ORC Internacional no ano passado. A novidade nesta edição é a volta do Madrugada nas competições internacionais de oceano. Com uma conhecida biografia na vela brasileira, o barco foi apontado pelo arquiteto Nº 1 Gérman Frers como o seu melhor projeto na faixa dos 40 pés na década de 70. Em 1979 foi vice-campeão no Mundial de Two Ton Cup, e campeão da Regata Buenos Aires – Rio de 1979. Nas décadas seguintes conquistou diversos títulos nos Circuitos Oceânicos nacionais e foi bicampeão brasileiro. O veleiro foi construído em Porto Alegre irá correr na classe IRC.

O Circuito Atlântico Sul é organizado pelo Yacht Club Argentino,  Yacht Club de Olivos, Yacht Club Uruguaio e Yacht Club Punta del Este Rolex para barcos das fórmulas ORC  Internacional, ORC Clube e classes monotipos Match 30 e J70.